domingo, 28 de fevereiro de 2010

Acontecer

Suaves e singelos...
Teus passos em paralelo,
A boca a me dar alento
Mesmo que sem tormento.
Certamente que quero,
Mesmo em um quente inferno
Contar com esta bela visão:

Nossas mãos em união...
Enquanto nada, entre nós, é em vão.

2 comentários:

[ rod ] ® disse...

O que de fato acontece caminha em sinais, cenas e esquinas... e no passo dos acordos que vem e vão nesse sentido único de amar. Bjs moça!

Emerson Donizeti Batista disse...

Belo poema!